Futuro Consultoria Financeira  >

  Blog > 

Se meu cônjuge tem muitas dívidas, até que ponto sou responsável legalmente por isso?

Se meu cônjuge tem muitas dívidas, até que ponto sou responsável legalmente por isso?

Entenda como o seu regime de casamento impacta diretamente na sua responsabilidade legal sob as dívidas adquiridas por apenas um dos cônjuges.

Escrito por:
Igor Menezes; Planejador Financeiro Pessoal e CFP®


, ,

 

O planejamento sucessório é uma das seis áreas do planejamento financeiro, nela buscamos entender como seria a sucessão do legado patrimonial de uma pessoa em diferentes cenários, como um falecimento ou mesmo um divórcio. Este artigo busca proporcionar uma visão abrangente sobre até que ponto um cônjuge é legalmente responsável pelas dívidas do outro e oferecer orientações práticas para casais que enfrentam esse desafio.

Os regimes de casamento são partes cruciais dessa temática. No Brasil, desde 1977 o regime legal é a Comunhão Parcial de Bens. Nesse caso, os bens adquiridos antes do matrimônio, são particulares a cada um dos cônjuges. Após a união, os bens onerosos adquiridos, rendimentos e dívidas são comuns e de responsabilidade legal dos dois. 

Caso haja um pacto antenupcial, o regime de casamento pode ser diferente. Pode ser o regime de Comunhão Universal dos Bens, Separação Total de Bens, Participação Final nos Aquestos ou União Estável.

Nos casos da União Estável e Participação Final nos Aquestos, funcionam de forma semelhante à Comunhão Parcial de Bens, no entanto as dívidas durante o casamento só serão de responsabilidade legal dos dois se contraídas em favor de ambos. 

O regime de Comunhão Universal dos Bens deixou de ser o regime legal desde 1977. Para casamentos anteriores à mudança, não havendo pacto antenupcial, esse é o regime considerado. Nele todos os bens são comuns aos cônjuges, assim como suas responsabilidades mesmo que por uma dívida contraída por apenas um deles.

Apenas no regime de Separação total de Bens a responsabilidade por uma dívida contraída por apenas um dos cônjuges permanece exclusiva e individual a ele. Nele os bens são particulares a cada um e não se comunicam em caso de divórcio. Ressaltando que caso haja um falecimento, os bens deixados por herança são usados para abater parcialmente ou totalmente a dívida e só há partilha daquilo que restou da herança, caso haja apenas dívidas, não serão de responsabilidade dos herdeiros.     

Mudança no regime de casamento pode ser realizada apenas com autorização judicial. Deve haver um motivo e ser assinado por ambos. Além da inexistência de dívidas de qualquer natureza. 

Vale ressaltar que um Seguro de Vida ou de Acidentes Pessoais para o caso de morte, o capital estipulado não está sujeito às dívidas do segurado, nem considera herança para todos os efeitos de direito, de acordo com o Art 794 do Código Civil. Isso significa na prática que caso exista um seguro desses, os beneficiários irão receber o capital de indenização independente que haja dívidas a serem pagas. 

O endividamento é causa de dor de cabeça para muitos brasileiros, infelizmente. Um planejador financeiro certificado pela Planejar pode ajudar com o planejamento sucessório individualizado dos seus clientes buscando evitar situações como essa além de recuperar em vida, ou durante o casamento, as finanças com linhas de créditos que possam fazer mais sentido para a situação familiar em que estão passando.

Conte com a ajuda de um profissional CFP® para cuidar das finanças da sua família e se planejar de forma inteligente, gerenciar as finanças pessoais com expertise fará com que seu futuro seja ainda melhor. 

Igor Menezes é planejador financeiro pessoal e possui a certificação CFP® (Certified Financial  Planner), concedida pela Planejar – Associação Brasileira de Planejamento Financeiro. E-mail: igormenezesms@gmail.com

As respostas refletem as opiniões do autor, e não do jornal Valor Econômico ou da Planejar. O jornal e a Planejar não se responsabilizam pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso destas informações. Perguntas devem ser encaminhadas para: consultoriofinanceiro@planejar.org.br


Notícias FUTURO
Em um mundo em constante evolução, onde as dinâmicas econômicas se transformam num piscar de olhos, estar um passo à frente é mais do que uma vantagem competitiva, é uma necessidade. Nesse cenário, profissionais capacitados e com grande experiência se...
FuturoCast
Se você está se preparando para a paternidade ou maternidade, ou simplesmente quer entender melhor como planejar financeiramente para o futuro, este episódio é para você!...
Planejamento Financeiro
O planejamento financeiro é uma ferramenta poderosa que pode ajudá-lo a alcançar seus objetivos, seja ele comprar um carro, adquirir um imóvel ou, como no nosso caso, fazer aquela viagem tão desejada. Com uma abordagem cuidadosa e estratégica, é possível...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Agende uma reunião