Futuro Consultoria Financeira  >

  Blog > 

Por que você deve diversificar os seus investimentos — o quanto antes

Por que você deve diversificar os seus investimentos — o quanto antes

Por mais que a diversificação seja uma palavra muito comum para quem já investe faz tempo, ainda há dúvidas de como essa prática pode ser, de fato, aplicada. Se esse é o seu caso, não se preocupe: essas dúvidas são mais comuns do que você imagina. Afinal, diversificar não se resume em investir em diversos ativos sem entender as características de cada um deles.

 

Para proteger os seus investimentos dos riscos, você precisa saber diversificar da maneira certa. Neste artigo da Futuro Consultoria, você vai entender como.
Continue a leitura e descubra!

 

O que é diversificação?

A diversificação de investimentos é uma das principais formas de minimizar os riscos dos seus investimentos. Como o próprio nome já diz, diversificar significa alocar o seu dinheiro em diversos tipos de ativos, mas com uma ressalva: diversos ativos de diferentes prazos, rentabilidades e estilos.

Quando falamos em diversificação, pense naquela velha frase: “Nunca coloque os ovos em uma única cesta”. Assim, as chances de todos quebrarem é muito menor se eles estiverem em locais diferentes. Concorda?

A mesma lógica acontece no mundo dos investimentos. Quando você investe em diferentes ativos, com diferentes índices e vencimentos, sua carteira fica exposta a vários setores e riscos – e não apenas um. Isso, sim, é diversificação.

Você não diversifica sua carteira, por exemplo, se colocar o seu dinheiro em vários títulos de Renda Fixa atrelados ao mesmo índice, como o CDI, o IPCA… Os seus investimentos não podem depender de uma única taxa. Essa é a ideia.

 

Por que você precisa diversificar a sua carteira?

Com a explicação acima, você viu que a diversificação diminui (e muito) os riscos dos seus investimentos. Quando você deixa a sua carteira atrelada a diversos fatores, é como se você deixasse todos os seus ovos em cestas diferentes. Se uma cesta cair, você perde apenas um ovo. E não todos eles.

Os investimentos são como uma gangorra: enquanto um desce, o outro sobe. É por isso que você deve investir em títulos atrelados a diferentes fatores, como inflação, taxa de juros, Bolsa de valores, dólar…

Quando você tem uma boa e diversificada carteira, diante de qualquer cenário, os seus investimentos vão se equilibrar, como a gangorra. Se um ativo descer, o outro sobe. Isso porque o seu dinheiro não estará todo exposto aos mesmos riscos.

 

Qual é a melhor forma de diversificar?

Basicamente, a melhor diversificação para você depende de alguns pontos. O primeiro deles é a clareza do seu perfil de investidor e dos seus objetivos.

 

Quando falamos em investimentos, você é mais conservador, moderado ou arrojado?

Você sabe em qual se encaixa? Esse conhecimento é essencial para entender qual é a sua tolerância aos riscos e, consequentemente, como diversificar a sua carteira da melhor forma.

Se você for conservador, por exemplo, sua carteira deve estar a maior parte em Renda Fixa (claro, sempre diversificando os fatores atrelados, como falamos anteriormente). Se for arrojado, pode arriscar e priorizar a rentabilidade, expondo uma parte maior do seu capital em ativos como os da Renda Variável.

Tendo o perfil em mente, é hora de saber quais são os seus objetivos financeiros. Por que você está investindo? Aonde você quer chegar com os seus investimentos? Quais são os seus maiores sonhos? Com essas respostas, será muito mais fácil cumprir as suas metas financeiras, como investir certa quantia mensal com regularidade.

Você não tem certeza de qual é o seu perfil ou quais são os seus objetivos? Tire suas dúvidas de forma gratuita com um de nossos consultores.

Quando você escolhe ativos diversificados e alinhados ao seu perfil e aos seus objetivos, pode ter certeza: a longo prazo, você terá resultados de sucesso.

Mas ainda tem outro ponto importante: o segundo passo para a diversificação é considerar os prazos dos investimentos. A escolha de um investimento que vence em 1 ano ou em 10 anos depende do que você quer fazer com aquele dinheiro.
Se o seu objetivo é a compra de um carro em maio do próximo ano, por exemplo, você deve priorizar os ativos com a melhor rentabilidade e com vencimento até essa data.

Ou se você também quer comprar a sua casa própria em 20 anos, por exemplo, você terá mais flexibilidade de escolher títulos com o vencimento maior e, consequentemente, com rentabilidades mais atrativas.

 

Ter investimentos com prazos diferentes também é diversificar a sua carteira.

Saiba qual é a melhor opção para você

Assim que você tiver clareza do seu perfil e dos seus objetivos, é hora de entender quais são os melhores investimentos para você.

Como num cardápio, existem diversas opções disponíveis. Mas nem todas vão satisfazer: depende da sua vontade, da sua renda e do seu momento de vida.
A gente sabe que, à primeira vista, essas informações vêm como uma avalanche. Mas não se preocupe: depois de ter um bom planejamento financeiro em mãos, tudo isso vai se tornar natural para você.

Nisso, a gente pode ajudar (e muito). Além de chegarmos juntos ao seu perfil e objetivos, nós ajudamos você a entender qual é a melhor forma de diversificar os seus investimentos e alcançar todos os seus sonhos o quanto antes — e, claro, da melhor forma para o seu bolso.

Vamos colocar esse conhecimento em prática? Agende agora uma reunião gratuita com um de nossos planejadores financeiros.


Planejamento Financeiro
O planejamento financeiro é um tema que muitas vezes é cercado por diversos mitos e mal-entendidos. Para esclarecer essas dúvidas, vamos explorar alguns dos conceitos mais comuns e determinar o que é mito e o que é verdade quando se...
Planejamento Financeiro
Olá, Planejador! Temos um conteúdo incrível para compartilhar com você. Nosso sócio fundador, CFP Igor Menezes, recentemente contribuiu com um artigo no Jornal Valor Econômico, abordando estratégias práticas para conter gastos em tempos de custo de vida elevado. Acompanhe este conteúdo...
Notícias FUTURO
No Brasil, o sistema tributário é complexo e pode representar uma parcela significativa dos gastos financeiros de uma pessoa. No entanto, com um planejamento financeiro inteligente, é possível reduzir essa carga tributária. Neste artigo, vamos explorar como o planejamento financeiro...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Agende uma reunião