Futuro Consultoria Financeira  >

  Blog > 

PF vs. PJ: por que você deve separar as suas contas agora

PF vs. PJ: por que você deve separar as suas contas agora

Empreender não é uma tarefa fácil, mas quem decide embarcar nessa jornada sabe que precisa estar preparado para enfrentar desafios e tomar decisões importantes em diferentes áreas, incluindo a financeira. E um dos principais é separar as finanças pessoais das finanças do negócio.

 

Quanto antes, melhor

A importância de separar as finanças da pessoa física e da pessoa jurídica está diretamente ligada à gestão financeira da empresa. Quando essas duas esferas se misturam, pode haver problemas na hora de identificar as receitas e despesas de cada uma delas, o que dificulta o controle e pode comprometer o sucesso do negócio.

Por isso, é fundamental que você, empreendedor, estabeleça essa separação desde o início do negócio, para evitar problemas no futuro. 

 

Pessoa física vs. pessoa jurídica

Antes de falar sobre a importância da separação das finanças, é importante entender a diferença entre a pessoa física e a pessoa jurídica. Você já sabe que a pessoa física é o indivíduo em si, enquanto a pessoa jurídica é a empresa que ele criou. Mas deve ter claro em mente que, embora a empresa seja uma extensão do empreendedor, ela é uma entidade legal separada e deve ser tratada como tal.

Dessa forma, a pessoa física e a pessoa jurídica têm obrigações e responsabilidades distintas. Enquanto a pessoa física é responsável por suas dívidas pessoais, a pessoa jurídica é responsável pelas dívidas da empresa. Além disso, as receitas e despesas da pessoa física e da pessoa jurídica não devem se misturar.

Quando as finanças não são separadas, os empreendedores podem enfrentar diversos problemas, como:

1.Confusão financeira

É muito fácil misturar as despesas e receitas, o que pode levar a uma confusão financeira e dificultar o controle do fluxo de caixa da empresa. 

Por exemplo, se o empreendedor usar o cartão de crédito pessoal para pagar as despesas da empresa, ele pode perder o controle do quanto está gastando.

2.Dificuldade na gestão financeira

Quando as finanças da pessoa física e jurídica se misturam, fica muito difícil gerenciar as finanças da empresa. Isso porque o empreendedor não sabe exatamente qual é o lucro real do negócio, já que não consegue identificar com precisão quais são as despesas e receitas da empresa.

3.Problemas legais

Quando as finanças não são separadas, o empreendedor pode ter problemas legais. Se a empresa for processada, por exemplo, os credores podem ter acesso às finanças pessoais do empreendedor. Além disso, misturar as finanças pode dificultar a comprovação de gastos e receitas na hora de pagar impostos.

 

Vantagens que compensam (e muito)

Ao invés desses problemas, manter as contas PF e PJ separadamente e de maneira organizada proporciona uma série de vantagens para o empreendedor, como:

1.Maior controle financeiro

Ao separar as finanças, o empreendedor pode ter um controle financeiro mais preciso da empresa, identificando com mais facilidade as despesas e receitas e evitando surpresas desagradáveis no fluxo de caixa. Isso permite que ele tome decisões mais informadas e eficazes para o negócio.

2.Melhora a imagem da empresa

Contas distintas demonstram profissionalismo e transparência na gestão financeira da empresa, o que pode melhorar a imagem perante clientes e fornecedores. 

3.Facilita a obtenção de crédito

A empresa também pode ter uma melhor gestão financeira, com informações mais precisas sobre sua saúde financeira. Isso pode facilitar a obtenção de crédito junto a instituições financeiras, já que o empreendedor terá mais informações para apresentar ao solicitar empréstimos ou financiamentos.

 

Conte com a ajuda de especialistas

Gerir uma empresa não é tarefa simples. Em meio à correria do dia a dia, ter o apoio de consultoria especializada em planejamento financeiro pode te ajudar muito a ganhar tempo para focar na expansão do seu negócio.

Fale agora com um de nossos planejadores qualificados e conte com uma assessoria completa para garantir a saúde financeira da sua empresa e da sua pessoa física.


Planejamento Financeiro
O planejamento financeiro é um tema que muitas vezes é cercado por diversos mitos e mal-entendidos. Para esclarecer essas dúvidas, vamos explorar alguns dos conceitos mais comuns e determinar o que é mito e o que é verdade quando se...
Planejamento Financeiro
Olá, Planejador! Temos um conteúdo incrível para compartilhar com você. Nosso sócio fundador, CFP Igor Menezes, recentemente contribuiu com um artigo no Jornal Valor Econômico, abordando estratégias práticas para conter gastos em tempos de custo de vida elevado. Acompanhe este conteúdo...
Notícias FUTURO
No Brasil, o sistema tributário é complexo e pode representar uma parcela significativa dos gastos financeiros de uma pessoa. No entanto, com um planejamento financeiro inteligente, é possível reduzir essa carga tributária. Neste artigo, vamos explorar como o planejamento financeiro...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Agende uma reunião